sexta-feira, 9 de maio de 2008

Para marcar o Dia Internacional da Dança...


“Quando olho para mim não me percebo. Tenho tanto a mania de sentir que me extravio às vezes ao sair das próprias sensações que eu recebo." Fernando Pessoa

“Quando paro para pensar sobre a dança sinto uma necessidade enorme de expressar toda a felicidade, angustias, planos e esperanças, aprendizados, decepções, momentos plenos e únicos vividos e proporcionados durante a encantadora experiência que é o ato de dançar. São momentos que ficam para sempre, talvez oportunidades únicas de manifestar-se por inteiro. A dança traz fragmentos do nosso ser que muitas vezes não conseguimos acessar, como uma porta mágica que só abre aos puros de coração, ou, nos momentos em que conseguimos estar! Certa vez ao indagar a um colega como ele conseguia se transfigurar daquela forma no palco, ele me respondeu: -Paulo, acho que é o AMOR! E quem não tem capacidade de Amar? Então dancemos!”

"Perdido seja para nós aquele dia em que não se dançou nem uma vez!" Friedrich Nietzsche


Vá, agora mesmo, coloque um som, uma música, cante; e deixe seu corpo livre de todo preconceito e julgamentos possíveis. Simplesmente dance, do jeito que quiser, mas dance! Não perca esta oportunidade. Talvez este seja o momento de você encontrar-se um pouco para ter uma conversa íntima consigo mesmo. Seus músculos querem conversar, desesperadamente, com seus sentidos, Seus ossos querem confidenciar com suas memórias, sua pele quer se reconciliar com sua imaginação. Você deve estar pensando agora que sou um idiota ou louco, mas foi a forma que encontrei de mostrar para mim mesmo e aos outros quem sou realmente. Danço minha vida e minha vida é dançar!

"O corpo diz o que as palavras não podem dizer.” Martha Graham



Hoje é o dia Internacional da Dança e nós do MEME - Centro Experimental do Movimento Ltda. e do MEME – Grupo de Pesquisa do Movimento queremos compartilhar com todos vocês a alegria que sentimos em poder proporcionar a todos que estão conosco estes momentos inesquecíveis e desejar, também a todos, muita DANÇA EM SUAS VIDAS!!!E dizer que estamos engajados em lutas em prol desta DANÇA, através de uma postura ética frente à todos que tentam distorcer os princípios básicos da popularização e democratização da cultura enquanto arte, enquanto dança! Com atitude e posicionamento frente às causas da nossa profissão e nossa classe. Não cedemos à pressões muito menos à políticas do "medo" que rege a cultura gaúcha.

"O bailarino tem que sair do studio e ir ver como as pessoas estão dançando na rua." Ivaldo Bertazzo

Paulo Guimarães – Diretor e Coordenador do MEME








Registro do Laboratório de movimento realizado no Parque da Redenção em Porto Alegre-RS, em 19 de abril de 2008.

Um comentário:

nandastein disse...

A frase de Nietzsche citada acima era uma das minha favoritas na adolescência, quando o sonho de ser bailarina era o bem mais precioso que tinha! Minha amiga Silvia Wolff e eu víviamos a dança de forma quase religiosa, e ai de quem falasse mal do Barishnikov! hehe
Lembranças à parte, lindo o texto e homenagem ao dia da dança. O Meme faz arte mas também se preocupa em se posicionar quanto a questões políticas e sócio-culturais.
E que seja perdido o dia em que não se dançou uma única vez!